Manifestação contra a Reforma da Previdência

Orientação da CUT Minas [Escrito por: CUT Minas] Mobilizações e pressão contra a pauta golpista estão mantidas Diante do anúncio feito pelas Centrais Sindicais nacionais de suspensão da greve nacional convocada para o dia 5 de dezembro, orientamos em Minas Gerais: 1. Manutenção de toda a nossa programação de panfletagens, atividades com a sociedade, pressão a deputados federais e táticas de comunicação definidas coletivamente com os movimentos sociais e sindicatos. 2. Manutenção da mobilização já convocada para o dia 05 de dezembro em Belo Horizonte com concentração às 17 horas na Praça Afonso Arinos. Este dia continua sendo de luta contra a reforma da previdência em articulação com movimentos sociais […]

Lei trabalhista é ‘retrocesso jurídico e social’, diz ministra do TST

Desembargadora do TRT gaúcho aponta prejuízos à mulher no mercado de trabalho, enquanto ex-presidente da OAB afirma que com as mudanças o ser humano volta a ser tratado como “coisa” [Escrito por: Vitor Nuzzi / Rede Brasil Atual] São Paulo – A ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Delaíde Antares vê “um grande retrocesso jurídico e social” na nova legislação trabalhista, com a entrada em vigor da Lei 13.467. “Essa lei teve uma tramitação apressada”, acrescentou, lembrando que peças como o Código Civil, entre outras, levaram anos para serem concluídas. A desembargadora participou de debate no segundo dia da 23ª Conferência da Advocacia Brasileira, nesta terça-feira (28), em São […]

Com a reforma, aposentadoria de quem contribui por 15 anos cai de 85% para 60%

[Escrito por: Ricardo Marchesan/Uol] Se a proposta de reforma da Previdência for aprovada, o trabalhador poderá se aposentar após 15 anos de contribuição ao INSS, como acontece atualmente. No entanto, receberá um valor menor do que receberia hoje. Pelas regras atuais, após 15 anos de contribuição, esse trabalhador tem direito a receber 85% da sua aposentadoria integral. Pelas novas regras, cairia para 60%. As novas regras propostas estabelecem que, para se aposentar, os homens precisarão ter no mínimo 65 anos e as mulheres, 62 anos. Ambos devem ter contribuído pelo menos 15 anos com o INSS — para servidores públicos, serão pelo menos 25 anos de contribuição. A reforma da […]

NOTA DE PESAR – DONA ELZA DOS SANTOS DIAS

Com profundo pesar,o Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) recebeu a notícia do falecimento da senhora Elza dos Santos Dias, 85 anos, ocorrido na manhã desta terça-feira, 28 de novembro. Dona Elza era mãe de nosso ex-diretor Wilson Carlos Dias (Lustroso). O velório está sendo realizado na casa da família, na rua Betim, nº 403, bairro de Lourdes, João Monlevade, e o sepultamento será no cemitério do Baú, às 9h da quarta-feira (29). Expressamos nossas  mais sinceras condolências aos familiares e amigos por esta perda. Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal).

Temer quer aprovar novas e perversas regras na aposentadoria

5/12 – Dia de Greve em todo o Brasil contra o fim da aposentadoria e em defesa dos direitos trabalhistas [Escrito por: Tatiana Melim e Marize Muniz / CUT] A nova proposta de desmonte da Previdência Social anunciada pelo governo do ilegítimo Michel Temer (PMDB-SP) é tão ou mais perversa do que as anteriores. As trabalhadoras e os trabalhadores do setor público e do privado serão prejudicados em todas as situações impostas pelas novas regras que devem ser votadas no próximo dia 6 de dezembro na Câmara dos Deputados. Se a reforma for aprovada, as trabalhadoras e os trabalhadores terão de trabalhar mais, enfrentar mais condições precarizadas que foram legalizadas […]

Coordenação das Comunidades Quilombolas repudia postura racista do Estado brasileiro

Representantes denunciam que governo Temer trata com descaso negociações com quilombolas [Escrito por: Conaq] A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), divulgou  nota nesta, sexta-feira (17), protestanto contra as ações do governo ilegítimo Michel Temer e o grave desmonte das políticas públicas dirigidas aos quilombolas. A entidade denunciou o descaso e o descompromisso do governo federal, que esvaziou uma reunião, no último dia 13/11, que havia sido intermediada pela Comissão de Direitos Humanos da OEA. Leia a seguir a íntegra da nota. Nota pública em repúdio à postura racista do Estado brasileiro Em 13/11/17, foi realizada, na sede da Fundação Cultural Palmares, em Brasília, reunião intermediada pela […]

NOTA DE PESAR – JOSÉ RODRIGUES PESCE

O Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) manifesta profundo pesar pelo falecimento do companheiro José Rodrigues Pesce (“Peixinho”), que integrou a diretoria de nossa entidade no mandato do saudoso ex-presidente José Villar Sobrinho (1980-1981). Pesce completaria 77 anos no dia 20 deste mês. Nossos mais sinceros sentimentos aos familiares. O corpo foi sepultado em São Domingos do Prata, terra natal do companheiro, às 14 horas desta segunda-feira. Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade (Sindmon-Metal) 13 de novembro de 2017

Negros enfrentam mais dificuldades que brancos no mercado de trabalho, diz MPT

[Escrito por: Camila Boehm – Agência Brasil] Os negros enfrentam dificuldade na progressão de carreira, na igualdade de salários e são os mais vulneráveis ao assédio moral no ambiente de trabalho, apesar da proteção constitucional contra o racismo e a discriminação. A avaliação é do Ministério Público do Trabalho (MPT). Segundo a coordenadora da Coordigualdade do MPT e procuradora do trabalho Valdirene Silva de Assis, por causa do preconceito, os negros têm também dificuldade de ocupar cargos de maior exposição, como relações públicas, caixa bancário, secretários e recepcionistas. “Observamos que nosso texto constitucional traz proteção – nós temos vários dispositivos, alguns específicos sobre a questão trabalhista, que versam sobre os […]